Nestas duas últimas semanas iniciei três novos ciclos de coaching e cada um com objetivos muito distintos e o que mais me chamou atenção é que quando conversei com meus coachees (clientes) foi que ambos estavam passando por uma fase como se estivessem parados em uma pista de skate. As vezes até tentavam sair, mas como o impulso era sem foco a energia gerada para sair da questão era desperdiçada como se fosse voltasse literalmente em uma pista de skate e um destes coachees falou ainda que a sensação parecia de ser um pendulo indo para um lado e para outro sem foco e direção.

Achei muito interessante pois três pessoas que não se conhecem que atendi em um curto prazo de tempo fizeram as mesmas comparações e usaram a mesma metáfora para explicar como se sentiam e o que tentavam fazer para sair da questão.

Fazendo uma breve análise com coaching, algumas das pessoas que me procuram muitas vezes estão mesmo em uma pista de skate, indo para um lado e para outro e na grande maioria das vezes nem sabem que estão.

O mais interessante nessa situação que dois destes novos coachees já na terceira sessão conseguiram com seus próprios recursos sair da curva da pista de skate e ir para parte superior e depois de ouvir o feedback de cada coachee fiquei muito feliz, pois se tem algo que me deixa feliz é a evolução das pessoas principalmente quando eu posso contribuir para essa evolução.

Como coaching tira o coachee do vai e vem da pista de Skate?

Coaching_Pista_de_Skate2

Pouco importante é onde o coachee está, mas muito importante é reconhecer onde o coachee se encontra em relação ao que quer alcançar, fazer ou realizar. Se reconhecer, ter a percepção que necessita de ajuda e ainda dizer que tem a sensação que se sente como se estivesse em uma pista de skate em minha opinião é algo muito nobre.

O coaching tira o coachee de onde ele está e leva para onde quer estar em relação aquilo que quer alcançar. A cada sessão o coachee caminha um pouco e o estado atual fica no passado e o estado desejado se torna cada vez mais próximo e é como da mesma forma que uma criança aprende a andar, andando o caminho do coaching se faz caminhando, as percepções mudam, crença limitantes são quebradas, o que era difícil se torna fácil e alcançável e o que se deseja alcançar, fazer ou realizar acontece.

Se você de alguma forma se identificou com essa metáfora contada pelos meus coachees, agende uma sessão de coaching comigo para falamos sobre o assunto. Posso te atender pelo Skype caso esteja distante de minha cidade.

E tem uma coisa, a primeira sessão será um presente meu para você.

Fico por aqui, precisando de algo conte comigo!

Publicado por

Sandro Ferrari

Sandro Ferrari

Master Coach, ICI (International Association of Coaching Institutes). Master Practitioner e Trainer em PNL. Especialização na área de gestão empresarial e liderança.