A Avaliação Comportamental tem ajudado muitos líderes a terem uma percepção mais apurada sobre seus comportamentos.

A frase do Peter Drucker considerado o pai da Administração Moderna, ainda continua sendo muito poderosa: “As pessoas são contratadas pelas suas habilidades técnicas, mas são demitidas pelo seu comportamento”.

Muitas empresas, das mais diversas áreas de atuação, quando abrem uma nova vaga de emprego procuram olhar no currículo de seu funcionário o conhecimento e as habilidades.

Poucas empresas olham para questões comportamentais do candidato.

Um exemplo clássico é em uma equipe de vendas, onde tem vários vendedores muitos capacitados trazendo muitos resultados para empresa.

Por algum motivo o líder se desliga da empesa e quem o diretor coloca como Lider?

Alguém da equipe de vendas que sempre supera todas as metas.

Aquele funcionário modelo e exemplo e o diretor pensa – “Se ele é bom como vendedor será um bom líder também.”

É muito importante que o funcionário tenha conhecimento, seguido de habilidades técnicas para a função que irá exercer.

Mas levar em conta as questões comportamentais irá mostrar e prever se este funcionário tem inclinação para essa área ou não.

Avaliação Comportamental

Muitos especialistas apontam que o comportamento é algo muito importante e primordial para o trabalho.

A grande maioria das empresas ainda dedica mais tempo no conhecimento e habilidades, dedicando pouco tempo para entender como os profissionais podem se comportar em determinadas situações.

Poucos percebem se estes estão realmente na função que possuem mais inclinação.

Conhecimentos podem ser adquiridos de habilidades desenvolvidas.

Referi-me em relação ao funcionário ser demitido.

Agora, imagine quando este funcionário tem um cargo de liderança e possui pouca inclinação para essa área.

Você já pensou ser liderado por um líder que está distante de ter características para estar em uma liderança?

Quando me refiro a inclinação para uma área, quero dizer ter o perfil próximo para ao que o cargo exige.

Avaliação comportamental através da Metodologia DISC

Deste a antiguidade, o homem busca uma compreensão mais estruturada do comportamento humano, seja através de reflexões, de observações mais ou menos empíricas e mais recentemente, através de pesquisas mais envasadas cientificamente.

No início dos anos 20, o psicólogo americano William Mouton Marston desenvolveu uma teoria para explicar as respostas comportamentais das pessoas.

Desta forma conhecer nossos comportamentos é dar de cara, sem nenhuma máscara, com o nosso temperamento, responsável pela definição de nossa individualidade.

Marston desenvolveu uma maneira de medir os quatro fatores comportamentais importantes segundo seu estudo.

Os fatores são: Dominância, Influência, Estabilidade, Conformidade.

Em 1928, Marston publicou suas descobertas em um livro chamado “As emoções das pessoas Normais” que é a base de meus estudos em relação a trabalhos comportamentais com líderes.

Leader CoachComo são os fatores DISC

A metodologia DISC estabelece a existência de quatro fatores comportamentais, que depende da intensidade de cada um, define a essência de cada pessoa.

Todas as pessoas possuem todos os fatores, com graus diferentes de intensidade.

Fator Dominância – D Alto

Pessoas com este perfil alto, são altamente dominantes, independentes, motivadas para ter sucesso e geralmente conseguem fazer as coisas ao seu modo.

No entanto, assim como nos outros fatores, os indivíduos podem usar características de forma muito intensa, tornando-as negativas, como, por exemplo, podem ter gênio forte e serem agressivos sob certas condições.

Este é o fator do controle e da assertividade; indica como o indivíduo age mediante desafios.

Essas pessoas são rápidas e ousadas em suas estratégias, competitivas, tem muito foco e  são voltadas para os resultados, são rápidas nas decisões e fazem de tudo para alcançar seus objetivos, mesmo que apareçam desafios.

Raramente desistem de seus objetivos, e por este motivo muitas vezes conseguem tudo o que querem.

Fator Influência – I Alto

As pessoas com este fator comportamental mais elevado são mais abertas, amigáveis, extrovertidas e muito sociáveis em relação as pessoas.

Essas pessoas de forma geral têm necessidades de estar com outras pessoas e grande facilidade em se comunicar e desenvolvem boas relações, embora não sejam muito realistas.

O mais difícil para pessoas deste perfil comportamental é aceitar a rejeição.

Têm necessidade de interagir com as pessoas que a cercam e gostam de ser o centro das atenções.

É o fator dos relacionamentos pessoais e comunicação; indica como a pessoa influencia é influenciada.

Pessoas com Influência elevada são sociáveis e desenvolvem boas relações, embora não sejam muito realistas e preferem a harmonia entre as pessoas, para isso buscam a compreensão.

Fator Estabilidade – S Alto

Esta fator tem relação com a paciência e lealdade; indica a reação diante de mudanças.

Pessoas com estabilidade alta são metódicas, demonstram interesse em uma conversa e são constantes.

Mas tem dificuldades em aceitar mudanças e cedem com mais facilidade.

Geralmente as pessoas de estabilidade alta demostram simpatia de lealdade com aqueles que os cercam.

São pessoas que possuem um poder de concentração que lhes permite desenvolver tarefas com muito foco.

São resistentes a mudanças e por natureza são mais passivos e trabalham melhores quando recebem instruções claras e apoio e, muito por este motivo, evitam conflitos.

Fator Conformidade – C Alto

Este é o fator do detalhe e dos fatos; mostra o modo de lidar com regras e procedimentos.

As Pessoas com alta conformidade são analíticas e críticas, podendo ser pessimistas e defensivas.

São pessoas que não gostam de ser pressionadas e tendem a ser evasivos quando confrontados com problemas.

Em situações de extrema dificuldade tendem a menosprezar os problemas ou adiar as decisões.

Sempre buscam a certeza dos fatos, tendem a pesquisar o passado, analisar o presente e projetar o futuro, muito detalhista e perfeccionista.

Qual é a importância da Avaliação Comportamental para Líderes

Saber como é, e ter a compreensão do perfil comportamental, traz para o profissional uma clareza sobre suas tendências comportamentais em relação ao cargo que está ocupando.

E isto é muito importante utilizar para perceber o perfil dos líderes.

Leader Coach

Quando fazemos o que gostamos e, mais do que isso, quando obtemos resultados sobre aquilo que fazemos é algo que nos deixa muito satisfeitos e isso ocorre em qualquer área, não só na liderança.

Fazer uma avaliação comportamental é uma forma de saber onde o líder se encontra com aquilo que busca em relação a liderar.

Como para qualquer profissão é muito importante saber qual é o perfil comportamental preferencial, da mesma forma é, para a área de liderança.

Qualquer pessoa pode ser o que deseja ser, mas, para algumas pessoas este caminho terá um custo maior.

O que estou me referindo é que algumas pessoas têm mais inclinação para liderança do que outras.

É como em um time de futebol.

Todos jogam bola, mas somente dois ou três jogadores do time são atacantes porque é a posição que escolheram para jogar ou têm mais facilidade, ou ainda, se prepararam para essa posição, mesmo que todos os jogadores façam gols.

É importante lembrar que, acima de tudo, cada empresa tem suas próprias estratégias.

E, também cada uma sabe o que as lideranças devem fazer.

Então, baseado nestas questões, as lideranças podem ser comparadas com o que a empresa quer em relação aquilo que o funcionário tem a oferecer e, desta forma, muitas vezes teremos uma lacuna onde entra o desenvolvimento.

É normal de forma autônoma lideres me procurarem para só fazer a avaliação comportamental, tendo essa iniciativa por conta própria.

Já atendi muito lideres nesta situação, pois estão em cargo de liderança e não estavam totalmente à vontade com a função.

Depois da devolutiva da avaliação comportamental identificamos que a grande maioria desta pessoas tinha pouca inclinação para liderança.

Aí você pode me perguntar: – Elas desistiram do cargo?

Não, essas pessoas se desenvolveram para chegar o mais próximo possível de ser um líder de alta performance.

Como eu mencionei no início, qualquer pessoa pode ser o que quiser, a única coisa que irá diferenciar é quanto cada pessoa tem a inclinação para a área escolhida.

E como saber o que mudar, o que melhorar?

Alice: – Senhor poderia me dizer, por favor, qual o caminho que devo tomar para sair daqui?
Isso depende muito de para onde você quer ir, respondeu o Gato.
Não me importo muito para onde, retrucou Alice.
Para quem não saber aonde ir, qualquer caminho serve”. Disse o Gato”.

Avaliação Comportamental

Se você não souber o que mudar para ter melhores resultados, qualquer coisa que você fizer pode te ajudar.

Mas quando você souber e tomar as atitudes certas para mudança eu tenho certeza que seus resultados serão bem superiores.

A Avaliação comportamental irá trazer muitas informações sobre essas questões, mostrar qual é a essência comportamental do líder e como está seu comportamento na atual fase que está passando.

Você sabia que a grande maioria dos líderes deixam de entregar os resultados que a empresa espera?

Para cada área organizacional, será necessário um líder, e estes, muitas vezes, têm diferentes estilos de liderança.

A ideia é identificar o Perfil na essência e verificar o quanto este é compatível com a função que o líder exerce, perceber a necessidade de ajustes do seu estilo de liderança apropriadamente.

Em uma avaliação comportamental será possível perceber se o líder tem inclinação para liderança ou não e, o que fazer com essas informações.

8 Motivos para fazer sua avaliação comportamental
  • Aumentará o autoconhecimento;
  • Saberá como é comportamento na essência;
  • Saberá como é comportamento no momento atual;
  • Aprenderá como lidar melhor com conflitos;
  • Entenderá questões comportamentais a seu respeito;
  • Saberá o que o motiva;
  • Saberá como adaptar o estilo próprio e se relacionar melhor com os outros;
  • Terá a percepção da relação entre seu perfil para identificar questão a serem trabalhadas.

Há quanto tempo você busca organização e ter melhores resultados profissionais na área que você está? Seja de liderança ou não?

Desenvolvi um guia completo sobre Feedback. Vou disponibilizar para você totalmente gratuito para te ajudar a ter uma percepção melhor sobre você.

E neste, trago uma Ferramenta que irá te ajudará muito nesta questão. Clique aqui que você receberá agora!

Conheça o Método Attlantis.  Método que eu desenvolvi, pensando no desenvolvimento de líderes. Um dos primeiros trabalhos do Método Attlantis é trabalhar questões comportamentais.

Espero que tenha se identificado com minhas palavras.

Já dizia Albert Einstein que: – “Loucura é querer resultados diferentes fazendo tudo exatamente igual.”

Então, quer resultados diferentes?

Faça algo diferente. Para isso, conte comigo!

Fonte: MARSTON, WILLIAM MOULTON. As emoções da pessoas normais. Editora Success for You, 2016

Publicado por

Sandro Ferrari

Sandro Ferrari

Master Coach, ICI. Especialista em Coaching de Liderança. Eu ensino líderes a obterem melhores resultados profissionais através do Método Attlantis.